segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

De onde vem o ar que nós respiramos?


De onde vem o ar que nós respiramos?
  Os cientistas acreditam que a composição do ar na Terra é resultado de diversos processos que ocorreram durante 4,6 bilhões de anos. A maior parte dos gases foi formada nos primeiros 100 milhões de anos, quando a crosta terrestre ainda era formada e resfriada, e foi neste momento que gases como o dióxido de carbono, nitrogênio e vapor de água foram laçados na superfície. O oxigênio apareceu somente entre 3 a 2 bilhões de anos, como resultado do desenvolvimento da vida, ou seja, de seres  ancestrais das bactérias que realizavam fotossíntese, processo responsável pela manutenção do oxigênio na atmosfera.
  Desde então, a vida no planeta evoluiu, para o que nos somos e o que conhecemos, e ainda hoje existe seres que habitam ambientes marinhos, seres de água doce e seres terrestres que realizam a fotossíntese processo no qual se consome o gás dióxido de carbono - liberado tanto pelos seres humanos em suas atividades, quanto na respiração de todos os seres-, e libera-se como subproduto o gás oxigênio, formando o que chamamos de ciclo do carbono.

(Imagem retirada de < http://www.legendalibras.com.br/escola/fotossintese.html>. Acessado em 28 dez 2012)






         

A reação da fotossíntese se resume em:


(Imagem feita através do programa Word no dia 28 dez, 2012)





A Figura a seguir,demonstra a Experiência de Priestley,demonstrando que uma vela se apaga dentro de uma campânula (A); o rato morre dentro de uma campânula (B) e o rato sobrevive se estiver acompanhado de uma planta dentro da campânula (C).O objetivo desta imagem é demonstrar que a vela para de queimando devido a ausência de oxigênio - consumido pela combustão - , da mesma forma o rato sem oxigênio morre. Com a presença de uma planta realizando fotossíntese e liberando como um subproduto de sua respiração o oxigênio , o rato é mantido vivo por mais tempo.

(Imagem retirada de <http://10-1-modulosrecorrente.blogspot.com.br/2008/02/fotossntese_20.html> Acessado em 28 dez, 2012. ) 


Nenhum comentário:

Postar um comentário